Site da Arquidiocese de Fortaleza

Acesse o site de nossa arquidiocese e fique bem informado.

Palavra do Pastor

Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, Arcebispo Metropolitano de Fortaleza

28 de dez de 2013

DICAS DO PAPA FRANCISCO PARA OS JOVENS

DICAS DO PAPA FRANCISCO PARA OS JOVENS



1) Ter um coração jovem sempre: “Vós tendes uma parte importante na festa da fé! Vós nos trazeis a alegria da fé e nos dizeis que devemos vivê-la com um coração jovem sempre: um coração jovem, mesmo aos setenta, oitenta anos! Coração jovem! Com Cristo o coração não envelhece nunca!” (Homilia de Domingo de Ramos 24/03/2013 – Dia da Juventude)
2) Ir contra a corrente: “Sim, jovens, ouvistes bem: ir contra a corrente. Isso fortalece o coração, já que “ir contra a corrente” requer coragem, e o Senhor nos dá essa coragem. Não há dificuldades, tribulações, incompreensões que possam nos meter medo se permanecermos unidos a Deus como os ramos estão unidos à videira, se não perdermos a amizade d’Ele, se lhe dermos cada vez mais espaço na nossa vida”. (Santa Missa dos crismandos em Roma – 28 de abril de 2013)
3) Apostar em grandes ideais: “Não enterrem os talentos! Apostem em grandes ideais, aqueles que alargam o coração, aqueles ideais de serviço que tornam fecundos os seus talentos. A vida não é dada para que a conservemos para nós mesmos, mas para que a doemos. Queridos jovens, tenham uma grande alma! Não tenham medo de sonhar com coisas grandes!” (Catequese do dia 24/04/2013).
4) Estar com Deus em silêncio: “Aprendam a permanecer em silêncio diante d’Ele, a ler e meditar a Bíblia, especialmente os Evangelhos, a dialogar com Ele, todos os dias, para sentir a Sua presença de amizade e de amor”. (Mensagem aos jovens reunidos para a “Sexta Jornada dos Jovens” da Lituânia 28-30 de junho)
5) Rezar o Rosário: “Gostaria de destacar a beleza de uma oração contemplativa simples, acessível a todos, grandes e pequenos, cultos e pouco instruídos: a oração do Santo Rosário. O Rosário é um instrumento eficaz para nos ajudar a nos abrirmos a Deus, porque nos ajuda a vencer o egoísmo e a levar a paz aos corações, às famílias, à sociedade e ao mundo.” (Mensagem aos jovens reunidos para a “Sexta Jornada dos Jovens” da Lituânia 28-30 de junho)
6) Fazer barulho: “Aqui, no Rio, farão barulho, farão certamente. Mas eu quero que se façam ouvir também, nas dioceses, quero que saiam, quero que a Igreja saia pelas estradas, quero que nos defendamos de tudo o que é mundanismo, imobilismo, nos defendamos do que é comodidade, do que é clericalismo, de tudo aquilo que é viver fechados em nós mesmos”. (Discurso aos Jovens Argentinos durante a JMJ Rio 2013)
7) Aproximar-se da cruz de Cristo: “Queridos amigos, a Cruz de Cristo nos ensina a sermos como o Cireneu, aquele que ajuda Jesus a levar o madeiro pesado, como Maria e as outras mulheres, que não tiveram medo de acompanhar Jesus até o fim, com amor, com ternura. E você, como é? Como Pilatos, como o Cireneu, como Maria?” (Discurso aos Jovens durante a Via-sacra, em Copacabana, durante a JMJ Rio 2013)
8) Ser protagonista das mudanças: “Através de vocês, entra o futuro no mundo. Também a vocês, eu peço para serem protagonistas desta mudança. Peço-lhes para serem construtores do mundo, trabalharem por um mundo melhor. Queridos jovens, por favor, não ‘olhem da sacada’ a vida, entrem nela. Jesus não ficou na sacada, Ele mergulhou… ‘Não olhem da sacada’ a vida, mergulhem nela como fez Jesus”. (Discurso na Vigília de Oração, na praia de Copacabana, durante a JMJ Rio 2013)
9) Servir sem medo: “Não tenham medo de ir e levar Cristo para todos os ambientes, até as periferias existenciais, incluindo quem parece mais distante, mais indiferente. O Senhor procura a todos, quer que todos sintam o calor da Sua misericórdia e do Seu amor”. (Homilia da Missa de encerramento da JMJ Rio 2013)

10) Ser revolucionário: “Na cultura do provisório, do relativo, muitos pregam que o importante é ‘curtir’ o momento, que não vale a pena se comprometer por toda a vida, fazer escolhas definitivas ‘para sempre’, uma vez que não se sabe o que nos reserva o amanhã. Nisso peço que se rebelem: que se rebelem contra a cultura do provisório, a qual, no fundo, crê que vocês não são capazes de assumir responsabilidades, que não são capazes de amar de verdade. Eu tenho confiança em vocês, jovens, e rezo por vocês. Tenham a coragem de ‘ir contra a corrente’. E também tenham a coragem de ser felizes!” (Discurso aos voluntários da JMJ Rio 2013).

10 de dez de 2013

ESTÁGIO VOCACIONAL 2013/14

ESTÁGIO VOCACIONAL 2013/14

Teve início ontem, dia 09 de dezembro de 2013, o Estágio Vocacional da Arquidiocese de Fortaleza, com os jovens que deverão entrar para o processo formativo em 2014.

A abertura aconteceu com a celebração da Santa Missa presidida por Dom Rosalvo Cordeiro de Lima, Bispo Auxiliar de Fortaleza e concelebrada pelos Padres Formadores do Propedêutico, Pe. Rafhael e Pe. Roberto Reinaldo.

O Estágio vai até o dia 14 de dezembro, com o café da manhã.


9 de dez de 2013

FOCOLARES pede abertura do processo de Beatificação da Fundadora CHIARA LUBIC

FOCOLARES pede abertura do processo de Beatificação da Fundadora   CHIARA LUBIC

Fonte: Canção Nova/Focolares



A presidente dos Focolares, Maria Voce, pediu a abertura do processo de beatificação da fundadora do movimento, Chiara Lubich. O documento é datado de 7 de dezembro, último sábado, e foi apresentado ao bispo de Frascati, na Itália, Dom Rafaello Martinelli. 

“Este ato convida todos nós a uma santidade ainda maior, a construí-la dia após dia na nossa vida, para contribuir para o surgimento daquela ‘santidade coletiva’, santidade de povo’ à qual tendia Chiara”, declarou Maria Voce. 

A data 7 de dezembro é simbólica para os focolares: recorda o nascimento do Movimento, em 1943, e em 2013 celebra os 70 anos ao longo dos quais foram colhidos vários frutos, como o reconhecimento do carisma de Chiara.  

No dia do funeral da fundadora do movimento, 18 de março de 2008, milhares de pessoas do mundo inteiro lhe renderam homenagem. Os depoimentos de pessoas de várias Igrejas cristãs, fiéis de outras religiões, expoentes da cultura e do mundo civil e político evidenciaram o impacto do carisma de Chiara em suas vidas e no mundo que cada um representava.

“A herança de Chiara é uma das maiores bençãos espirituais para o nosso tempo”, afirmou o rabino de Jerusalém, David Rosen. “Chiara não é só de vocês, é também nossa. Aliás, ela pertence ao mundo inteiro”, foram as palavras de Phramaha Thongratana Thavorn, monge budista tailandês. 

Na Igreja católica, é habitual apresentar aos próprios fiéis, como estímulo de vida cristã, pessoas que se distinguiram por terem dado um particular testemunho de fé e de amor por Deus. Isso acontece após um processo canônico de verificação, que analisa também o patrimônio de vida, de doutrina e de ação da pessoa, e que só pode ser iniciado após cinco anos da sua morte.

Nestes anos, pensando em Chiara e na sua herança, católicos e membros de outras igrejas, religiões e culturas – mesmo na diversidade das respectivas visões – exprimiram o desejo de que pudesse acontecer o mesmo em relação a ela. 

Esse reconhecimento visa encorajar mais os cristãos e não cristãos a um sucessivo empenho moral e espiritual para o bem da humanidade. Um estímulo para assumir o desejo que a própria Chiara repetiu várias vezes de alcançar a santidade juntos, propondo à Igreja não só a santidade de um indivíduo, mas a santidade de um povo.

4 de dez de 2013

Bento XVI recebe título por dedicar pontificado à promoção humana

Bento XVI recebe título por dedicar pontificado à promoção humana





O Papa emérito Bento XVI  recebeu o título de Honra  da  Associação Internacional “Ética, Dignidade e Valores”, por ter dedicado seu pontificado à promoção de uma economia e de um sistema financeiro a serviço do homem. 

A divulgação do título foi feita na noite desta terça-feira, 3,  durante Seminário de estudos sobre economia, promovido em parceria com o  Pontifício Conselho Justiça e  Paz, organismo vaticano que também foi premiado.

De acordo com a Associação, Bento XVI, por meio de seus discursos e documentos, ressaltou constantemente a necessidade  de uma economia como instrumento de um autêntico desenvolvimento humano. 

Na cerimônia de premiação, estiveram presentes o presidente do Pontifício Conselho Justiça e  Paz, Cardeal Peter Turkson , o  presidente do Pontifício Conselho para os Textos Legislativos, Cardeal Francesco Coccopalmerio e o presidente do Dicastério para a Família,  Dom Vincenzo Paglia. O Papa emérito foi representado pelo presidente da Fundação vaticana Joseph Ratzinger, Dom Scotti. 

A Associação “Ética, Dignidade e Valores” reúne personalidades do mundo acadêmico, da economia e do voluntariado internacional. 


Fonte: Da Redação, com Pontifício Conselho Justiça e Paz (Canção Nova)

2 de dez de 2013

Intenções do Papa para o mês de dezembro

Intenções do Papa para o mês de dezembro


Intenção geral: para que as crianças abandonadas ou vítimas de violência encontrem o amor e a proteção de que precisam.

Intenção missionária: para que os cristãos, iluminados pelo Verbo Encarnado, preparem a vinda do Salvador.

Todos os meses, o Pontífice confia seus pedidos ao Apostolado da Oração, uma iniciativa que é seguida por milhões de pessoas em todo mundo.




29 de nov de 2013

CD TE DEUM

CD TE DEUM

Na noite de 28 de novembro, o Seminário Propedêutico da Arquidiocese de Fortaleza, encerrou o ano letivo com Missa presidida pelo Arcebispo Dom José Antonio e ao mesmo tempo fez o lançamento do CD "Te Deum", com 10 faixas contendo Salmos e Hinos litúrgicos.

O CD é uma iniciativa dos próprios seminaristas, que doaram seu trabalho para a Igreja.

Toda a renda arrecadada com a venda deste CD será revestida para a manutenção da Pastoral Vocacional da Arquidiocese de Fortaleza e para custear uma parte da reforma do Seminário Propedêutico.

Neste Natal adquira o "Te Deum" e presentei seus amigos!!!

 CD "Te Deum"


Seminaristas que participaram cantando nas faixas do CD: (da esquerda para a direita) Luan Araruna, Ednaldo Mercês, Diêgo Juaçaba, Thiago Emanuel, Jairo Nascimento, Antonio Lima.

Para aquisição: fone: (85) 3290.1045, na Casa de Missão da Comunidade Recado (Bairro de Fátima)

13 de nov de 2013

Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, Dom Eduardo Pinheiro da Silva, enviou carta aos padres e responsáveis pela evangelização da juventude no Brasil. 



Caros párocos e demais responsáveis pela evangelização da juventude no Brasil


“Os jovens são um motor potente para a Igreja e para a sociedade.” (Papa Francisco, julho 2013)


A vida nos ensina que uma meta não se atinge se não vier acompanhada de uma adequada organização que congregue esforços em sua direção. Como Igreja, que assume a responsabilidade de ser semente do Reino, acreditamos na necessidade e força de um bom Plano Pastoral.
Neste tempo favorável à juventude, à luz do convite do Papa Francisco para construirmos a cultura do encontro e da acolhida, é imprescindível a existência de um processo que nos ajude na evangelização da juventude. Toda Paróquia, para seu crescimento e dinamismo pastoral, merece algo elaborado e escrito que sustente suas grandes e importantes opções. Caso contrário, conseguiremos muito pouco, perderemos preciosas oportunidades, alimentaremos apatias e omissões.
Provavelmente há Paróquias que já possuem um Plano que as oriente, mas outras não têm este hábito tão salutar, capaz de garantir serenidade e clareza no caminhar. Sugiro a estas que, como gesto significativo deste “Ano da Juventude”, se empenhem na elaboração de um pequeno “Plano Paroquial da Evangelização da Juventude”. Não precisa ser complexo nem muito técnico ou milimetricamente organizado, mas uma redação que, sendo fruto de um planejamento participativo, contemple a realidade, sustente os sonhos, aponte caminhos concretos.
Há vários modelos de Plano; é importante escolher um que seja factível, tenha poder de envolvimento das novas gerações e incremente o protagonismo juvenil. Apresento-lhes, a seguir, alguns esclarecimentos e, depois, sugestões para a sua realização.
A EVANGELIZAÇÃO da juventude é nosso grande objetivo. Em vista disto, assumimos um PLANEJAMENTO que significa todo o processo estabelecido para se organizar as decisões; contempla vários momentos e não acontece numa única reunião. Já o PLANO é o registro por escrito das motivações e decisões realizadas durante o processo. Os PROJETOS são as ações detalhadas que garantem o alcance dos objetivos de um Plano. E o CRONOGRAMA é a lista de ações a serem realizadas, com suas datas, responsáveis e destinatários.
Para o processo ser bem construído, é imprescindível envolver representantes de TODAS as expressões juvenis que atuam na Paróquia: pastorais da juventude, movimentos, novas comunidades, congregações religiosas, catequese de crisma, pastoral da educação, pastoral familiar, pastoral vocacional, etc. Cada uma delas traz a singularidade de sua visão, experiência, anseios.
O Plano finalizado contempla uma série de partes, importantes para o registro do caminho realizado e a clareza do que se deseja atingir. Sua redação poderia constar, por exemplo, de: Apresentação, Introdução, Realidade Juvenil, Princípios da Evangelização, Objetivos, Projetos, Cronograma, Anexos.
A Apresentação e a Introdução são elaboradas no final de todo o processo. A primeira é confeccionada pelo pároco e menciona o valor do Plano; manifesta alegria pelo caminho feito e agradece os envolvidos na sua construção. A segunda registra uma síntese do processo realizado e de cada um dos capítulos ou partes.
A constatação da Realidade Juvenil Paroquial é essencial. Isto se consegue por diversos caminhos: discussões, palestras, vídeos, testemunhos, pesquisas, relatos dos próprios jovens. No final é importante destacar aquilo que mais interessa à evangelização da juventude diante dos novos rostos juvenis e areópagos desafiadores. Um olhar especial deve ser dirigido aos jovens mais afastados, pobres, desprezados, violentados, presentes na realidade paroquial e vizinhança.
Diante desta realidade juvenil, o grupo, então, recorda e registra os Princípios básicos da Evangelização da Juventude. É o momento de se deixar iluminar por Deus que nos fala por meio de sua Palavra, dos Documentos eclesiais, dos últimos acontecimentos e subsídios, como: Campanha da Fraternidade 2013, discursos do Papa na Jornada Mundial da Juventude. É fundamental retomar e acolher os principais pontos do Documento 85 da CNBB: Evangelização da Juventude: Desafios e Perspectivas Pastorais.
Em seguida, redigem-se os Objetivos da ação evangelizadora da Paróquia em vista da juventude. Eles podem ser divididos em Geral e Específicos, e necessitam ser claros e concretos em sua redação. Para que estes Objetivos estejam em perfeita harmonia com a caminhada diocesana e paroquial faz-se necessário ler, estudar e considerar os principais objetivos destas instâncias.

Somente após todo este processo, redigem-se os Projetos; eles são fundamentais para que os sonhos sejam realizados. Não precisam ser muitos, mas espera-se que sejam envolventes, fáceis de serem compreendidos e concretizados. Os Projetos são atividades com significado; carregam em si a força de um processo e, portanto, não são meras atividades ou eventos. Como o Documento 85 da CNBB é a base atual de todo trabalho juvenil no Brasil, solicita-se que ele seja a fonte principal para a elaboração dos Projetos. Após a leitura das 8 Linhas de Ação a Paróquia poderia escolher o que é mais urgente de cada Linha e incrementá-lo. Numa mesma redação, para cada um dos Projetos, é preciso constar o título, as atividades correspondentes, os destinatários prioritários, local e data, pessoas e parceiros envolvidos, o coordenador, orçamento e material necessários.
Uma das últimas partes a serem montadas é o Cronograma. Ao descrever as atividades de cada mês, é importante ter clareza, principalmente, da data, do horário, do local, do responsável. Podem ser registradas aí, também, as principais datas da pastoral geral paroquial.
Alguns outros detalhes organizativos seriam, por exemplo: permear este tempo de construção com orações, pensar num dia especial para o lançamento do Plano, elaborar estratégias para que ele seja cada vez mais conhecido, estudado, aplicado por toda a Paróquia.
Parabéns para aquelas Paróquias que já possuem o hábito de organizar a ação evangelizadora entre os jovens! E coragem para aquelas que ainda não realizam este processo!
Termino esta carta com quatro últimas solicitações:
1. Realizem promoções e coletas para contribuir com a Arquidiocese do Rio de Janeiro para que ela possa quitar os investimentos feitos em prol da JMJ (cf. www.doarjmj.com.br);
2. Rezem para que o Encontro de Revitalização da Pastoral Juvenil no Brasil, que acontecerá em dezembro, traga bons frutos para toda a nossa Igreja (cf. www.jovensconectados.org.br);
3. Participem e propaguem o Curso sobre Técnicas de Acompanhamento de Adolescentes e Jovens, em modalidade EAD (cf. www.rs21.com.br/cnbb).
4. Aproveitem este tempo de Advento e Natal para favorecer o protagonismo juvenil por meio do envolvimento dos jovens em suas ações litúrgicas, pastorais e sociais.
Neste Ano da Juventude, rico em ocasiões a favor dos jovens, somos convocados pela Igreja a potencializarmos a evangelização no meio deles. Não percamos esta singular ocasião que tem nos mostrado a beleza, a força e os sonhos de uma juventude que quer fazer a diferença em contexto de “mudança de época”. É preciso saber valorizar e organizar estes seus dons, afinal de contas “Os jovens são um motor potente para a Igreja e para a sociedade.” (Francisco, JMJ 2013)
Louvo a Deus por tantas coisas bonitas que estão acontecendo a favor dos jovens, e peço a Ele que renove o ardor pastoral daqueles e daquelas que têm apostado na juventude local e se empenhado na construção de um mundo melhor por meio dela.
Deus os abençoe. 
Dom Eduardo Pinheiro da Silva, sdb
Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB

11 de nov de 2013

ORDENAÇÕES PRESBITERAIS NA ARQUIDIOCESE DE FORTALEZA 2013

Será realizada no dia 23 de dezembro de 2013, na Catedral Metropolitana de Fortaleza a Ordenação Presbiteral de 08 jovens Diáconos da Igreja de Fortaleza.

Inicialmente a data prevista era para 20 de dezembro de 2013, mas por conta da Solenidade do Aniversário da Dedicação da Igreja Catedral a data foi transferida para 23, conforme indica o Diretório Litúrgico da CNBB.

Os oito candidatos são:  

1. Carlos Daniel Nascimento Pereira - da Paróquia Bom Jesus dos Aflitos - Parangaba
2. Evanilson Raquel de Oliveira - da Paróquia N. Sra. da Palma - Baturité
3. Francisco Alexandre Alves de Andrade - da Paróquia N. Sra. do Perpétuo Socorro - Jereissati
4. Francisco das Chagas Martins - da Paróquia N. Sra. do Perpétuo Socorro - Carlito Pamplona 
5. Francisco dos Santos Monteiro - da Paróquia N. Sra. da Penha - Sucatinga - Beberibe
6. José Almir Martins Jucá Junior - da Paróquia São José - Maracanaú
7. Jean Fernandes - da Comunidade Católica Shalom
8. Leonardo Dornelles - da Comunidade Católica Shalom

Eis o comunicado dos Diáconos sobre a mudança da data:


FILME SOBRE A LEGALIZAÇÃO DO ABORTO ENTRARÁ EM CARTAZ.

Vamos assistir e ver o que de verdade está,por trás dessa Lei que querem aprovar, também no Brasil.



Apresentado pela Dr Alveda King, sobrinha do Martin Luther King, o documentário trata do funcionamento legal da indústria abortiva nos Estados Unidos, mostrando de que forma as estruturas médicas disputam e tratam as "clientes=mães", os métodos manipulatórios e falseadores aplicados pelas clínicas entre outros temas.
Dr. Alveda compara a perseguição aos aos fetos com a perseguição aos negros, na medida que os fetos não são considerados seres humanos, assim como os negros também eram considerados coisas.

Salas de Cinema no Brasil:


31 de out de 2013

INTENÇÕES DO PAPA FRANCISCO PARA O MÊS DE NOVEMBRO



Nas intenções de oração para o mês de novembro, o Papa Francisco reza pelos sacerdotes em dificuldades e pela missão continental na América Latina: 

- Intenção Geral: "para que os sacerdotes em dificuldades encontrem conforto no seu sofrimento, sustento nas suas dúvidas e confirmação na sua fidelidade"

- Intenção Missionária: "para que a Missão Continental tenha como fruto o envio de missionários da América Latina para outras Igrejas"

Todos os meses, o Pontífice confia seus pedidos ao Apostolado da Oração, uma iniciativa que é seguida por milhões de pessoas em todo mundo.

28 de out de 2013

FESTIVAL UM NOVO CAMINHO



A Comunidade Católica Missionária Um Novo Caminho realiza pela primeira vez o Festival Um Novo Caminho. O Evento, além de ter um caráter de Evangelização, também terá toda a sua renda destinada à compra da Casa da Comunidade.

Veja as informações, DIVULGUE e COMPAREÇA!!!!!! 

Festival Um Novo Caminho

Dia 29/10, a partir das 19h,

no Siará Hall, em Fortaleza. 


Participação especial (Pregador): Professor Felipe Aquino

Atrações musicais: Missionário Shalom, Paulo José e Waldonys.

Momento de Adoração ao Santíssimo Sacramento



Informações gerais: contato@umnovocaminho.com. 

27 de out de 2013


              Papa Francisco: Bento XVI fez Teologia "de joelhos", seus livros despertam a fé



Cidade do Vaticano (RV) - Os livros sobre Jesus escritos por Bento XVI permitiram descobrir ou reforçar a fé em muitas pessoas e abriu uma nova estação de estudos sobre o Evangelho. Foi a consideração central expressa este sábado pelo Papa Francisco, que condecorou dois teólogos – um inglês e um alemão – com o "Prêmio Ratzinger". Promovido pela Fundação Vaticana "Joseph Ratzinger-Bento XVI", o Prêmio este ano chega à sua terceira edição.


Não há dúvida que fizeram bem a muitos, quer estudiosos ou pessoas simples, próximos ou distantes de Cristo. Esse é o resultado dos três livros sobre Jesus de Nazaré, escritos por Bento XVI entre 2007 e 2012, e em geral o bem feito por sua sabedoria teológica, antes fruto de oração que de empenho intelectual.


Francisco reconheceu isso e o celebrou publicamente no dia e no contexto mais apropriados, junto a dois teólogos – o inglês Richard Burridge e o alemão Christian Schaller – que receberam das mãos do Pontífice o Prêmio dedicado ao Papa emérito.


A entrega do chamado "Nobel da Teologia – como desde a sua instituição, em 2010, é considerado o Prêmio Ratzinger –, ofereceu ao Santo Padre a ocasião para uma reflexão pessoal sobre o valor da trilogia escrita por Bento XVI-Joseph Ratzinger.


Recordando a admiração de alguns diante de textos que não eram exatamente do magistério ordinário, o Papa Francisco observou:


"Certamente o Papa Bento se interrogou sobre a questão, mas também nesse caso, como sempre, ele seguiu a voz do Senhor em sua consciência iluminada. Com esses livros ele não fez um magistério em sentido próprio, e não fez um estudo acadêmico. Ofereceu à Igreja e a todos os homens o que tinha de mais precioso: seu conhecimento acerca de Jesus, fruto de anos e anos de estudo, de aprofundamento teológico e de oração – porque Bento XVI fazia teologia de joelhos, e todos sabemos disso –, e colocou esse conhecimento à disposição na forma mais acessível."


"Todos nós temos uma certa percepção, por ter ouvido muitas pessoas que graças aos livros sobre Jesus de Nazaré alimentaram a sua fé, a aprofundaram, ou até mesmo pela primeira vez se aproximaram de Jesus de modo adulto, conjugando as exigências da razão com as da busca do rosto de Deus.
Francisco parabenizou os vencedores do Prêmio Ratzinger 2013, e o fez também em nome de Bento XVI – com o qual disse ter-se encontrado "quatro dias atrás" –, despedindo-se deles com as seguintes palavras: "O Senhor abençoe sempre vocês e seu trabalho a serviço de Seu Reino". (RL)

25 de out de 2013

Padre brasileiro é nomeado responsável pelo Setor Jovem do Vaticano

O Pe. João Wilkes Rebouças Chagas Júnior - da Com. Católica Shalom e Arquidiocese de Fortaleza

Da Redação, Comunidade Shalom

Comunidade Shalom
Padre João Wilkes, durante encontro com o Papa Francisco
O Pontifício Conselho para os Leigos (PCL) divulgou nesta sexta-feira, 25, o nome do novo responsável pelo Setor Jovem da Instituição: padre João Wilkes Rebouças Chagas Júnior, missionário da Comunidade Católica Shalom.

A função, exercida até então pelo Padre Enric Jaquinet, da Comunidade Emanuel, é coordenada pelo dicastério que assiste o Papa Francisco nas questões relacionadas à contribuição dos fiéis leigos na missão da Igreja, individualmente ou através de organizações. Dentre as atividades do setor, está a organização das Jornadas Mundiais da Juventude, criadas sob a inspiração do Papa João Paulo II.

“Consciente de meus limites, mas desejoso de doar-me inteiramente ao Senhor neste serviço, hoje desejo garantir-vos a minha disponibilidade em vos escutar e caminhar junto a vós na edificação do Reino de Deus”, afirma padre João, em carta aos responsáveis pela pastoral da juventude das Conferências Episcopais e das Associações, Movimentos, e Novas Comunidades internacionais.

A nomeação foi efetivada no último dia 22, data em que a Igreja celebra a memória do beato João Paulo II. Para o Fundador da Comunidade Shalom,  Moiséis Azevedo, a nomeação ganhou importante significado ao ser concretizada neste dia. “A Comunidade nasceu aos pés do beato, no desejo de ofertar nossa vida e juventude para evangelizar os jovens, em especial os mais distantes de Cristo e da Igreja”, afirmou.

Ainda segundo Moiséis, a nomeação também significa “alegria, responsabilidade, sinal e fruto”. “O serviço do Padre João como responsável pelo Setor de Juventude do PCL é também um fruto da JMJ no Brasil. Creio que a sua nomeação também reflete o que a Igreja espera dos jovens do Brasil e de toda a América Latina com relação à grande responsabilidade de colaborar com a evangelização dos jovens do mundo inteiro. Por muito tempo recebemos missionários de outras terras que nos comunicaram o grande tesouro da Fé, agora devemos ‘dar de graça o que de graça recebemos”, concluiu.

Padre João Wilkes  fez  especialização em Teologia Espiritual na Pontifícia Faculdade Theresianum de Roma. Ingressou na Comunidade Católica Shalom aos 16 anos e foi ordenado sacerdote aos 27 anos, na Arquidiocese de Fortaleza. Desde 2011, colaborava em Roma com a coordenação da Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro.

7 de out de 2013


PARTICIPEM!!! 
SERÁ EM BENEFÍCIO DA COMPRA DA CASA DA 
COMUNIDADE UM NOVO CAMINHO

Deus, em sua infinita misericórdia, decide sonhar seus projetos no coração do homem. Mas esses sonhos são de enorme grandeza que nosso pequeno coração não consegue sonhar sozinho. Então Ele arde sua vontade em vários corações pra que se torne real o Seu desejo. E a comunidade Um Novo Caminho sonhou junto com essa humilde estrela a produção e o lançamento do seu CD. E chegou a hora de vermos esse sonho se concretizar. Convidamos todos vocês a desfrutar conosco da enorme emoção de ver as maravilhas de Deus. Esse show vai ser verdadeiramente uma grande manifestação divina. 

1 de out de 2013

A santa de hoje nasceu em Alençon (França) em 1873 e morreu no ano de 1897. Santa Teresinha não só descobriu que no coração da Igreja sua vocação era o amor, como também sabia que o seu coração – e o de todos nós – foi feito para amar. Nascida de família modesta e temente a Deus, seus pais (Luís e Zélia) tiveram oito filhos antes da caçula Teresa: quatro morreram com pouca idade, restando em vida as quatro irmãs da santa (Maria, Paulina, Leônia e Celina). Teresinha entrou com 15 anos no Mosteiro das Carmelitas em Lisieux, com a autorização do Papa Leão XIII. Sua vida se passou na humildade, simplicidade e confiança plena em Deus.
Todos os gestos e sacrifícios, do menor ao maior, oferecia a Deus pela salvação das almas e na intenção da Igreja. Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face esteve como criança para o Pai, livre, igual a um brinquedo aos cuidados do Menino Jesus e, tomada pelo Espírito de amor, que a ensinou um lindo e possível caminho de santidade: infância espiritual.
O mais profundo desejo do coração de Teresinha era ter sido missionária “desde a criação do mundo até a consumação dos séculos”. Sua vida nos deixou como proposta, selada na autobiografia “História de uma alma” e, como intercessora dos missionários sacerdotes e pecadores que não conheciam a Jesus, continua ainda hoje, vivendo o Céu, fazendo o bem aos da terra.
Morreu de tuberculose, com apenas 24 anos, no dia 30 de outubro de 1897 dizendo suas últimas palavras: “Oh!…amo-O. Deus meu,…amo-Vos!”
Após sua morte, aconteceu a publicação de seus escritos. A chuva de rosas, de milagres e de graças de todo o gênero. A beatificação em 1923, a canonização em 1925 e declarada “Patrona Universal das Missões Católicas” em 1927, atos do Papa Pio XI. E a 19 de outubro de 1997, o Papa João Paulo II proclamou Santa Teresa do Menino Jesus e da Sagrada Face doutora da Igreja.
Santa Teresinha do Menino Jesus, rogai por nós!

26 de set de 2013

II MARCHA PELA VIDA DE FORTALEZA

PARTICIPE!!!!!

Dia: 6 de outubro 
Horário 16h 
Local: Av. Beira Mar
Concentração: atrás do Ideal Clube
A Marcha está sendo organizada pelo Movimento de Cidadania em favor da Vida (MOVIDA) que foi recebida em audiência por Dom Vasconcelos, no dia 19 de setembro, a fim de oficializar o evento na Arquidiocese. Com seu sinal positivo o MOVIDA convida todas as Áreas Pastorais e Paróquias, bem como os diversos Movimentos, Serviços, Pastorais e Associações da Arquidiocese a se fazerem presentes nesta manifestação cidadã em defesa da vida nascente. Precisamos formar um grande exército orante e de luta, principalmente neste momento em que as leis avançam contra o nascituro como um maremoto, haja vista a sanção, em 1º de agosto último, da lei 12.845.
O MOVIDA deixou no Secretariado de Pastoral muitos panfletos para divulgação. Podem procurá-los com Rosélia, Hilda ou Janaína.
“Um país que permite o aborto é um país muito pobre, porque tem medo de uma criança, e o medo é sempre uma grande pobreza” (Madre Teresa de Calcutá no discurso da Conferência sobre População e Desenvolvimento no Cairo, 1994).
VOCÊ, CATÓLICO, NÃO PODE FALTAR!!!!

17 de set de 2013

SIMPÓSIO ARQUIDIOCESANO DA FÉ
Arquidiocese Metropolitana de Fortaleza

Nossa Arquidiocese está vivendo o triênio de seu Centenário, a ser celebrado em 2015. Como um dos momentos de vivência e celebração desse triênio foram programados três grandes Simpósios a serem realizados com os temas: em 2013 (FÉ), 2014 (ESPERANÇA), 2015 (CARIDADE)Assim estaremos realizando nos próximos dias 21 e 22 de setembro O SIMPÓSIO ARQUIDIOCESANO DA FÉ, conforme o Plano de Pastoral da Arquidiocese de Fortaleza no que se refere à Terceira Urgência Pastoral, Igreja: lugar de animação bíblica da vida e da pastoral.
Recebemos do Papa Francisco, na JMJ – Rio 2013, juntamente com os jovens, este estímulo: “Hoje, de modo especial, Jesus está semeando. Ao aceitar a palavra de Deus, nos tornamos o campo da fé. Por favor, deixe que a palavra do Senhor entre nas suas vidas. Deixe que entre em seus corações, germine, cresça. Deus faz tudo, mas vocês têm que permitir que Ele trabalhe nesse crescimento. Jesus nos diz que as sementes que caíram à beira do caminho, em meio às pedras e entre espinhos não deram fruto. Acredito que, com muita sinceridade, podemos nos perguntar: ‘Qual terreno somos ou queremos ser?’ Talvez sejamos como o caminho: ouvimos o Senhor porém nos deixamos tumultuar por tantos apelos superficiais? E eu lhes pergunto, agora me respondam silenciosamente: ‘serei eu um jovem atordoado ou como o terreno pedregoso? Acolhemos Jesus com entusiasmo mas somos inconstantes e diante das dificuldades não ter a coragem de ir contra a corrente’. Respondam silenciosamente. ‘Terei eu valor ou serei eu um covarde?’ Ou será que somos como um terreno espinhoso? As palavras negativas sufocam a palavra de Deus? Tenho o costume de jogar dos dois lados, ficar de bem com Deus e com o Diabo? Será que quero receber as sementes de Jesus e de vez em quando regar os espinhos e o que cresce de mau nos meus corações?
Hoje, entretanto, tenho a certeza que a semente pode cair numa terra boa, como ouvimos nesses testemunhos. Como a semente caiu em boa terra. A pessoa diz que é uma calamidade: ‘não sou boa terra, estou cheia de espinhos, Santo Padre’. Sim, isso pode acontecer. Mas deixe um pedacinho de terra boa, e permitam que ali caia a semente da palavra e verão que ela vai germinar, sim. Eu sei que vocês querem ser terra boa. O cristão quer ser isso, um cristão de verdade, não cristãos de fachada, mas sim autênticos.
Sei que querem ser cristãos autênticos. Não cristãos de nariz empinado, pessoas que só parecem cristãos, mas não fazem nada. Tenho a certeza que vocês não querem viver na ilusão de uma liberdade que se deixe arrastar pelas modas e as conveniências do momento. Sei que vocês apostam em algo grande, em escolhas definitivas que deem pleno sentido para a vida. É assim ou estou errado? Se é assim, façamos o seguinte. Todos em silêncio, olhando para dentro, para seus corações, e cada um fale com Jesus que quer receber a semente. Olhe Jesus. ‘Jesus, tenho pedras, tenho espinhos, mas tenho esse cantinho de boa terra. Semeie aqui’. E em silêncio, permitem que Jesus plantem sua semente em boa terra. Lembrem-se desse momento. Cada um sabe o nome da semente que foi plantada agora. Deixem que frutifique. Deus vai cuidar dela.”
É justamente para esta nova semeadura que realizamos o Simpósio da Fé. Para sermos cristãos autênticos, deveremos ser formados em Cristo, e sermos capazes de dar, a quem nos pedir, as razões de nossa Fé.
Este simpósio quer ser experiência de comunhão na Igreja arquidiocesana e aprofundamento, principalmente para as lideranças de nossa Igreja, para os primeiros responsáveis pelo testemunho e transmição da Fé.
Nas comemorações do Jubileu 100 anos da Arquidiocese de Fortaleza, a renovação de nossa Igreja é condição indispensável para a nova evangelização, para o contágio com a alegria de nossa experiência de vida em Cristo a todos aos quais somos enviados em missão. O sal existe para salgar, a luz para iluminar, a Igreja para Evangelizar.
Muitos estão sendo convocados para este acontecimento, para participar diretamente. Todos são chamados a participar espiritualmente com uma grande comunhão de orações em todas as comunidades de nossa Igreja Arquidiocesana. Só com a graça divina a luz do Evangelho poderá penetrar os corações e incendiar com o Reino de Deus.
 + José Antonio Aparecido Tosi Marques                                                                                 Arcebispo Metropolitano de Fortaleza

5 de set de 2013

                         MOVIMENTO DAS EQUIPES JOVENS DE NOSSA SENHORA (EJNS)                            chega na Arquidiocese de Fortaleza
Agora é pra valer!!!! Vai ser dado início ao Movimento das EJNS, Equipes Jovens de Nossa Senhora, que vem para fortalecer nossas famílias e as Equipes de Nossa Senhora, em nossas Regiões Ceará I e II.
Neste ano dedicado à Juventude, mais um Movimento de Igreja chega em nossa Arquidiocese para fortalecer a Evangelização dos Jovens, trabalhando de perto a espiritualidade dos jovens.
A primeira reunião para formalização das EJNS acontecerá nos dias 16 e 17 de setembro, segunda e terça feira, as 19h30min, no Colégio Santa Cecília.
Sendo os  dois encontros de organização ficaram combinados do seguinte modo:
1. Dia 16,segunda feira, será  a Reunião com os casais equipistas (ENS)que se interessam em acompanhar essas equipes de jovens, bem como pais dos jovens que queiram saber um pouco mais sobre o Movimento.
2. Dia 17, terça feira, será com os Jovens que querem participar deste Movimento. Todos os que nos remeteram as fichas e outros que quiserem vir para ouvir e conhecer as Equipes Jovens de Nossa Senhora serão bem vindos.
Divulguem!!! O Colégio Santa Cecília está nos oferecendo seu auditório no dia 17 e no dia 16 uma sala. O jovem palestrista vem de Recife para dar esta informação e temos certeza que terá uma grande alegria em ver muitos jovens interessados.
Que NOSSA SENHORA ARCA DA ALIANÇA abençoe mais este Movimento que vem para ficar em Fortaleza.
Esperamos vocês lá com toda sua turma!!!
Deus lhes abençoe!
Com carinho

Elen e Colares
Casal Responsável Região Ceará II

3 de set de 2013


                                                Mensagem do Prefeito da                                                Congregação para os Institutos de Vida Consagrada                                  por ocasião do Dia de Oração e Jejum



Cidade do Vaticano (RV) – O Prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, Cardeal João Braz de Aviz e o Secretário do mesmo dicastério, Padre José Rodríguez Carballo, convidaram a todos os consagrados, por meio da Conferência Mundial e as Conferências Italianas dos Religiosos, das Religiosas e dos Institutos Seculares, para participar da Vigília pela paz no Dia de Oração e jejum, convocado pelo Papa Francisco, no próximo sábado, 7 de setembro.

Diz a mensagem:
“A todos os consagrados!
Estamos certos que cada homem e cada mulher que responderam totalmente ao Amor de Deus sintam incisos no seu coração a dor e o sofrimento pelos riscos iminentes de guerra ao qual o Papa Francisco deu voz no último domingo na oração do Angelus. Repetimos então com o Pontífice o grito: “Não mais à guerra!” Queremos gritar isto antes de tudo com a nossa vida, pedindo a Deus para sermos instrumentos de justiça e de paz no local onde fomos colocados. Mas sentimos também a urgência de rezar ao Senhor pela paz, para que na Síria e em todas as situações de conflito prevaleça “a cultura do encontro, a cultura do diálogo”.
Sentimo-nos assim interpelados de modo especial pelo convite que o Papa dirigiu, para viver um dia de oração e jejum no próximo 7 de setembro, não somente participando aos atos litúrgicos organizados nas Igrejas Particulares, mas também organizando-os em cada comunidade de religiosos e de vida consagrada. Solicitamos, além disto, a todos os consagrados que estão em Roma a dirigirem-se à Praça São Pedro, das 19 às 24 horas, para rezar pela paz, momento forte e comunitário desejado por Francisco para que, como ele mesmo disse, “a humanidade tem necessidade de ver gestos de paz e de sentir palavras de esperança e de paz”.
Vaticano, 3 de setembro de 2013


Cardeal João Braz de Aviz


DIA DE ORAÇÃO PELA PAZ NA SÍRIA



Hoje, queridos irmãos e irmãs, queria fazer-me intérprete do grito que se eleva, com crescente angústia, em todos os cantos da terra, em todos os povos, em cada coração, na única grande família que é a humanidade: o grito da paz! É um grito que diz com força: queremos um mundo de paz, queremos ser homens e mulheres de paz, queremos que nesta nossa sociedade, dilacerada por divisões e conflitos, possa irromper a paz! Nunca mais a guerra! Nunca mais a guerra! A paz é um dom demasiado precioso, que deve ser promovido e tutelado.
Vivo com particular sofrimento e com preocupação as várias situações de conflito que existem na nossa terra; mas, nestes dias, o meu coração ficou profundamente ferido por aquilo que está acontecendo na Síria, e fica angustiado pelos desenvolvimentos dramáticos que se preanunciamDirijo um forte Apelo pela paz, um Apelo que nasce do íntimo de mim mesmo! Quanto sofrimento, quanta destruição, quanta dor causou e está causando o uso das armas naquele país atormentado, especialmente entre a população civil e indefesa! Pensemos em quantas crianças não poderão ver a luz do futuro! Condeno com uma firmeza particular o uso das armas químicas! Ainda tenho gravadas na mente e no coração as imagens terríveis dos dias passados! Existe um juízo de Deus e também um juízo da história sobre as nossas ações aos quais não se pode escapar! O uso da violência nunca conduz à paz. Guerra chama mais guerra, violência chama mais violência.
Com todas as minhas forças, peço às partes envolvidas no conflito que escutem a voz da sua consciência, que não se fechem nos próprios interesses, mas que olhem para o outro como um irmão e que assumam com coragem e decisão o caminho do encontro e da negociação, superando o confronto cego. Com a mesma força, exorto também a Comunidade Internacional a fazer todo o esforço para promover, sem mais demora, iniciativas claras a favor da paz naquela nação, baseadas no diálogo e na negociação, para o bem de toda a população síria.Que não se poupe nenhum esforço para garantir a ajuda humanitária às vítimas deste terrível conflito, particularmente os deslocados no país e os numerosos refugiados nos países vizinhos. Que os agentes humanitários, dedicados a aliviar os sofrimentos da população, tenham garantida a possibilidade de prestar a ajuda necessária.
O que podemos fazer pela paz no mundo? Como dizia o Papa João XXIII, a todos corresponde a tarefa de estabelecer um novo sistema de relações de convivência baseados na justiça e no amor (cf. Pacem in terris, [11 de abril de 1963]: AAS 55 [1963], 301-302). Possa uma corrente de compromisso pela paz unir todos os homens e mulheres de boa vontade! Trata-se de um forte e premente convite que dirijo a toda a Igreja Católica, mas que estendo a todos os cristãos de outras confissões, aos homens e mulheres de todas as religiões e também àqueles irmãos e irmãs que não creem: a paz é um bem que supera qualquer barreira, porque é um bem de toda a humanidade.
Repito em alta voz: não é a cultura do confronto, a cultura do conflito, aquela que constrói a convivência nos povos e entre os povos, mas sim esta: a cultura do encontro, a cultura do diálogo: este é o único caminho para a paz.Que o grito da paz se erga alto para que chegue até o coração de cada um, e que todos abandonem as armas e se deixem guiar pelo desejo de paz.
Por isso, irmãos e irmãs, decidi convocar para toda a Igreja, no próximo dia 7 de setembro, véspera da Natividade de Maria, Rainha da Paz, um dia de jejum e de oração pela paz na Síria, no Oriente Médio, e no mundo inteiro, e convido também a unir-se a esta iniciativa, no modo que considerem mais oportuno, os irmãos cristãos não católicos, aqueles que pertencem a outras religiões e os homens de boa vontade
No dia 7 de setembro, na Praça de São Pedro, aqui, das 19h00min até as 24h00min, nos reuniremos em oração e em espírito de penitência para invocar de Deus este grande dom para a amada nação síria e para todas as situações de conflito e de violência no mundo. A humanidade precisa ver gestos de paz e escutar palavras de esperança e de paz! Peço a todas as Igrejas particulares que, além de viver este dia de jejum, organizem algum ato litúrgico por esta intenção.

Peçamos a Maria que nos ajude a responder à violência, ao conflito e à guerra com a força do diálogo, da reconciliação e do amor. Ela é mãe: que Ela nos ajude a encontrar a paz; todos nós somos seus filhos! Ajudai-nos, Maria, a superar este momento difícil e a nos comprometer a construir, todos os dias e em todo lugar, uma autêntica cultura do encontro e da paz. Maria, Rainha da paz, rogai por nós!


Francisco

Fique ligado - Jubileu 16